A Prefeitura de Volta Redonda, através da Fundação Beatriz Gama (FBG), contratou 31 novos funcionários para reforçar quadro de educadores da instituição. A contratação, que aconteceu no início do mês através de um rigoroso processo seletivo, foi voltada para complementar a equipe que cuida das crianças e adolescentes acolhidos pela FBG neste momento difícil de pandemia.

 

De acordo com o presidente da FBG, Davi Silva, esse acréscimo à equipe está sendo muito positivo e os profissionais estão bastante dedicados ao trabalho. “Fizemos um grande esforço para conseguir realizar esse processo seletivo. Foi um passo importante, porque tivemos baixas significativas em virtude da pandemia, pessoas que são do grupo de risco que tiveram que ser afastadas”, disse.

 

Davi frisou ainda que a Fundação depende do trabalho desses profissionais para cuidar da assistência às crianças acolhidas. “Por conta de todo o cenário, tivemos que contratar novos educadores. Mas, de uma forma geral, a contratação veio em boa hora para revigorar a equipe e a forma de cuidar das nossas crianças”, afirmou.

 

A auxiliar de educação Adriana Portugal Mendes contou que já teve experiências de trabalhar com crianças e adolescentes, mas que nada se com compara com os assistidos pela FBG. “São crianças mais que especiais, que dependem totalmente da nossa atenção, dedicação e do nosso amor. Elas são crianças com o coração cheio de amor, porém com marcas da vida. Sou totalmente grata a essa oportunidade e me sinto maravilhada em poder de algum modo estar fazendo o bem a elas”, contou.

 

Leonardo Silvestre também foi aprovado no processo seletivo e falou da oportunidade em conseguir ser empregado nesse momento tão difícil. “Eu vejo que são dois fatores importantes, quem foi aprovado e conseguiu ser contratado e as crianças, que agora têm mais gente para cuidar delas”.

 

Entre as contratações estão auxiliares, educadores, nutricionista, assistente social, motorista, cozinheiras e auxiliares de serviços gerais.