Na quarta-feira (20), o prefeito de Volta Redonda, Samuca Silva, anunciou novas medidas de restrição ao funcionamento do comércio e serviços na cidade. Como cumprimento ao que foi acordado com o Ministério Público, a partir desta quinta-feira (21), o comércio fica fechado novamente. A medida foi tomada já que pelo segundo dia consecutivo, Volta Redonda superou o percentual de 5% dos casos suspeitos de COvid-19. Confira  os estabelecimentos que abrem e que fecham a partir desta quinta-feira:

 

O que fecha?

Bares, restaurantes e afins com consumo interno; Feira Livre; Salões de beleza, barbearias, centros de estética e afins; escolas e centros de formação; academias e afins; boates e casas noturnas; salões de festa; clubes e parques aquáticos; petshops; cinema e teatro; cultos em geral em igrejas e templos; comércio varejista; mercados populares; serviços de escritório em geral; atividades profissionais científicas e técnicas; e shopping centers.

 

O que segue aberto?

Supermercados, açougues e peixarias; agropecuária (venda de ração e comida de animais); hortifruti; padarias e confeitarias; bares, restaurantes e afins somente para entrega; óticas; lojas de material de construção; distribuidoras de água e gás; clínicas; lojas de material hospitalar; drogarias; clínicas veterinárias; postos de combustível; laboratórios; consultórios; e oficinas mecânicas e borracharias.