Policiais da DEAM - Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher de Angra dos Reis prenderam, na última quinta-feira (30), um pedreiro acusado de estupro de vulnerável.


A mãe da vítima compareceu na especializada e relatou que sua filha, que tem deficiência mental moderada, começou a apresentar alterações fisiológicas e descobriu que ela estava grávida. Ao ser indagada, a filha lhe contou que um dos pedreiros que faziam obra em sua casa foi o autor do estupro.

Após trabalho de inteligência, foi possível chegar na identificação do criminoso e seu auto de reconhecimento pela vítima. De posse da identidade do autor, a autoridade policial representou pela prisão preventiva e pela busca e apreensão de material genético do autor, sendo tais medidas cautelares, concedidas pela 1ª Vara Criminal de Angra dos Reis.

De posse dos mandados, iniciaram-se as buscas pelo autor, sendo localizado no hospital da região, já que populares da comunidade onde o autor vive, o agrediram em via pública.

A autoridade policial determinou que os policiais diligenciassem à Unidade, onde foi possível foi possível a localização e captura do acusado, que não resistiu à voz de prisão.

O homem foi preso preventivamente pelo crime de estupro de vulnerável, previsto no Artigo 217-A do Código Penal.