A Prefeitura de Volta Redonda, através da Secretaria Municipal de Transporte e Mobilidade Urbana (STMU), realizou na tarde desta segunda-feira, dia 23, uma fiscalização nas linhas de ônibus que circulam na cidade. O objetivo foi apurar o cumprimento do Decreto Municipal que determina que circulem apenas passageiros sentados nos veículos, com espaçamento de um banco, e o cumprimento dos horários.

 

A fiscalização ocorreu no ponto de ônibus ao lado do Palácio 17 de Julho, na Avenida Lucas Evangelista. Segundo os fiscais da STMU, 90% dos veículos parados apresentaram lotação maior do que o permitido pelo decreto. As quatro empresas que operam na cidade: Sul Fluminense, Cidade do Aço, Pinheiral e Elite, serão notificadas pela secretaria.

 

"Percebemos também uma diminuição dos ônibus na via, o que não é permitido. As empresas, mesmo com menos pessoas nas ruas, precisam cumprir os horários para evitar justamente a aglomeração de pessoas nos veículos. Vamos emitir as notificações e continuaremos a fiscalizar. Não podemos permitir que os ônibus circulem lotados nesse período", comentou Samuca Silva, prefeito de Volta Redonda.

 

Segundo Samuca, o objetivo do decreto limitando o número de passageiros visa justamente proteger os cidadãos de uma possível contaminação pelo Covid-19, o Novo Coronavírus.

 

"Estamos tomando as medidas necessárias para combater o coronavírus em nossa cidade. Mas todos precisam fazer sua parte. Estamos cobrando a higienização dos veículos por conta das empresas de ônibus, mas precisamos que elas também cumpram seus horários e que não permitam um grande número de passageiros nos veículos", completou o prefeito.